quinta-feira, 11 de março de 2010

Língua única

Historiadores e governos de todo o mundo insistem num persistente movimento de protecção da língua oficial, na ânsia de proteger a autonomia politica com esse ícone.
A existência de línguas diferentes, ainda que romanticamente bela, resulta da reduzida mobilidade de outrora de um mundo que era uma manta de retalhos sociais. O crescimento de todos como um movimento único – globalização - pede a eficácia de uma língua única, o inglês.
Porque não começar por deixar de fazer traduções sem sentido como sítio para site e aceitarmos que Internet é Internet e mp3 é mp3?

1 comentário:

Vítor aka Kata disse...

Não era interessante haver uma língua universal, que servisse de ponte entre os povos e não de aglutinação cultural, como acontece com o inglês? Isto já existe! Chama-se Esperanto.
Sugiro a pesquisa deste tema e como mote este texto: http://japensaste.host56.com/?p=509